Blogs do Ano - Nomeado Moda

10 Mitos de imagem

Já tinha mencionado aqui os “10 Erros de estilo” mais frequentes, pois há peças e combinações que me provocam “pele de galinha” e causam-me arrepios. Mas há também alguns mitos, que já estão ultrapassados e podem condicionar as escolhas.

Quer seja por força de hábito ou por que nunca se questionou sobre o assunto, saiba quais são os mitos de imagem mais comuns.

Os Mitos de Imagem mais Comuns
1.A mala deve combinar sempre com os sapatos

A ideia de fazer pandã está completamente ultrapassada. O que se pretende é que seja criativa com a moda e aprenda a fazer novas combinações, pois esta é uma forma de expressar a sua individualidade.

2. Não se devem misturar padrões

Se é uma principiante na combinação de diferentes padrões, comece por misturar estampados de pequena dimensão (por exemplo, bolinhas e riscas finas) ou da mesma cor, que são mais discretos. Veja as dicas de estilo para combinar padrões.

3. As mulheres baixas não devem usar saias compridas

Esta é uma regra de moda, que pode facilmente ser quebrada, seguindo o exemplo da trendsetter Miroslava Duma. Aposte numa saia de cintura média ou alta, nuns sapatos nude (cor da pele) com formato em bico e em efeitos verticais (plissado) para criar a ilusão de ter umas pernas mais longas.

4. Para ficar mais sexy tenho de vestir roupa justa 

Há uma grande diferença entre vestir uma roupa ajustada ou colada ao corpo. Enquanto que na primeira opção vai realçar as suas formas, sem chamar a atenção para todos os pormenores, no caso de usar um material fino e colado ao corpo, este vai destacar todas as imperfeições (“pneus”, flacidez, celulite, etc.), além de deixar transparecer a lingerie. Prefira cortes ajustados e tecidos estruturados, se não estiver em boa forma física. Veja aqui mais sugestões de looks sexy.

5. Para parecer mais alta tenho de usar saltos altos

Claro que uns sapatos de salto alto vão dar-lhe mais altura, mas existem outros truques que também alongam a silhueta. Como criar uma linha vertical, usando o casaco aberto, optar por um look monocromático (vestido ou blusa e calças da mesma cor), usar saias acima do joelho e uns sapatos nude (cor de pele) de formato em bico, de forma a não dividir o corpo em várias partes.

6. Tenho de emagrecer para a roupa me ficar bem

Quem já não ouviu a célebre frase “Estou gorda e nada me fica bem!” ou “Tenho de emagrecer para a roupa me ficar bem”? Muitas mulheres ganham alguns quilos ao longo dos anos, depois de terem sido mães ou simplesmente por que depois de fazerem dietas regressam ao seu peso anterior. É um facto que o corpo muda e que vai sentir diferença, se passar de um 36 para um 42. Mas é a roupa que se deve adaptar ao seu corpo e não o seu corpo à roupa. Por isso, vista-se de acordo com o corpo que tem e não com o que gostaria de ter. Seja realista. E vai ver que existem dezenas de opções, que lhe vão ficar bem e fazê-la sentir-se confiante.

7. Para parecer mais magra tenho de vestir preto

É um facto que os tons escuros “emagrecem” e que os tons claros ou vivos tendem a “aumentar” a silhueta. Mas se não quer parecer uma “viúva feliz” e gosta de usar cores alegres, saiba que igualmente importante é a forma da roupa. Ou seja, se souber escolher as peças, que mais favorecem o seu corpo, não há razão para não usar vermelho, se essa for a sua vontade. Neste caso, o vestido com decote em V, a cintura marcada na zona mais magra do corpo, as mangas a três quatros e a saia fluída vão fazê-la parecer mais elegante e afinar a silhueta.

8. As mulheres mais jovens é que se devem preocupar com a imagem

Vestir de acordo com a idade é um mito. Em qualquer fase da sua vida deve ter gosto em cuidar de si, da sua pele, do seu corpo, mas também do seu bem-estar. O que significa ter cuidado com a alimentação, adotar hábitos de vida saudáveis ou arranjar tempo para fazer o que mais gosta. E saber aceitar as mudanças corporais, os cabelos brancos e as rugas. A imagem contribui para a sua confiança e autoestima, pelo que não há razão para achar que só as mulheres mais jovens devem cuidar de si. Afinal, o que é para si ser jovem?

9. Vou guardar esta roupa para quando emagrecer

Acredito que há quem guarde roupa como verdadeiros tesouros. E o prémio é poder um dia voltar a usar aquelas peças de que tanto gosta, mas que já deixaram de servir há algum tempo. Seja realista. Há quanto tempo tem aquelas calças ou vestido à espera de um dia lhe voltar a servir? Há quanto tempo tem o armário cheio de roupa, que já não usa há vários anos? Há quanto tempo planeia fazer uma dieta milagrosa, de forma a regressar ao peso que tinha há 5 ou 10 anos? Liberte-se do passado e arranje espaço para viver o presente.

10. Não se deve misturar prateado com dourado

A moda não é tão rígida. Usar dourados com prateados pode ser uma boa opção para quem gosta de combinar diferentes acessórios, como relógio, colares, pulseiras ou anéis. Experimente alternar os dois metais para uma composição visual mais rica.

Gostavam de acrescentar mais algum mito?

Acompanhem-me também na página de Facebook Instagram

Article Tags :
Rita Carvalho

2 Discussion to this post

  1. susana campos diz:

    Olá Rita! As suas dicas são lindas e sempre úteis. Tenho 1,70 e sou bastante magra, o que por vezes dificulta a escolha do que vou vestir, sentido-me quase sempre um canivete :)! Normalmente as páginas de moda têm tendência a publicar ideias e dicas para as mais cheinhas se sentirem melhor no seu corpo. Seria tão bom umas dicas para magras :)! Obrigada! Sucesso*

    • Rita Carvalho diz:

      Olá Susana.
      Obrigada pelo seu comentário! 🙂
      Acho uma excelente sugestão. Realmente, esse é um tema pouco abordado.
      Vou incluir na lista de artigos a destacar brevemente 😉
      Beijinhos,
      Rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.