Quer ter Dentes mais Brancos?

O início do ano é sempre uma boa altura para tomar novas resoluções. Começar a ir ao ginásio, fazer uma dieta para perder aqueles quilos extra e mudar de imagem são algumas das intenções mais frequentes. E, já agora, que tal sorrir mais?

A felicidade é um estado de espírito e o certo é que sorrir faz bem a tudo! Tem benefícios para a saúde, prolonga a vida, aumenta a confiança e ajuda a sentir-se mais atraente e relaxada. Ou seja, o sorriso não tem contra-indicações e eleva a sua auto-estima, reduz a tensão muscular e fomenta o bom humor, graças ao aumento da produção de endorfinas e serotonina.

Além disso, o sorriso é contagiante e contribui para criar um melhor ambiente ao seu redor. Entre amigos, em família ou no trabalho, quem não gosta de uma pessoa bem disposta?

Contudo, muitas pessoas evitam falar e sorrir por que têm os dentes manchados ou amarelos. Por isso, a In Styleland foi falar com a Dra. Gabriela Domingues e a Dra. Sara Ponciano, da Clínica Médico Dentária DentalHora, de forma a compreender como é possível solucionar este problema e dar a conhecer os melhores tratamentos de branqueamento dentário.

Quais as principais causas das manchas e da descoloração dos dentes?

A alteração da cor dos dentes pode ter várias causas, como por exemplo o consumo de bebidas e de alimentos pigmentados (café, chá, vinho tinto, frutos vermelhos, laranjas, entre outros), mas também devido ao tabaco, medicamentos, traumatismos e envelhecimento, podendo ainda ocorrer durante o desenvolvimento dentário.

Como é feito o branqueamento dentário?

O branqueamento dentário pode ser realizado em consultório, em casa ou em ambos. Todos os tratamentos são eficazes quanto à sua finalidade – deixar os dentes mais claros -, a diferença está na concentração do agente branqueador, na duração e na frequência do tratamento.

Em termos práticos, é necessário ter em conta a sensibilidade e a predisposição do paciente para fazer o tratamento corretamente, de acordo com as recomendações. O branqueamento dentário pode ser feito em casa, pelo próprio paciente, utilizando goteiras próprias e personalizadas pelo Médico Dentista, que fornece o gel branqueador para aplicar.

Atualmente, utiliza-se o gel de Peróxido de Carbamida a 16%, diurno ou nocturno, na maioria dos casos, conforme a orientação do profissional. Este modo de branqueamento é mais acessível em termos económicos, mas menos confortável para o paciente, pelo que a maioria opta pelo branqueamento em consultório, mais rápido e com maior controlo da sensibilidade.

No branqueamento dentário em consultório, de acordo com as novas directivas europeias, utiliza-se a nova fórmula de gel branqueador- 6% Peróxido de Hidrogénio, ocorrendo uma reação química, sendo esta otimizida pela utilização de luz.

Em média, quantas sessões são necessárias para o branqueamento dentário e qual o custo do tratamento?

A Directiva em vigor, desde 2011, proíbe a comercialização de produtos cosméticos, que contenham mais de 6% de Peróxido de Hidrogénio e estabelece novas regras para a utilização de produtos que contenham 0,1% a 6% de Peróxido de Hidrogénio (produtos que apenas podem ser vendidos a médicos dentistas).

Atualmente, o único sistema em consultório que cumpre as normas europeias é o Sistema Philips Zoom com 6% de Peróxido de Hidrogénio. Na clínica DentalHora, recorre-se a este sistema de branqueamento, que inclui um tratamento em consultório com a duração de uma hora, sendo necessárias quatro sessões seguidas de 15 minutos, e ainda um branqueamento em casa com recurso a goteiras para afinar e manter os resultados, durante três dias ou três noites.

Os valores para o branqueamento variam de clínica para clínica. No entanto, na DentalHora o tratamento de branqueamento dentário tem um custo médio de 380 euros. Se for um tratamento caseiro, em que o paciente leva os produtos para casa e faz o tratamento no domicílio, o valor é de 220 euros.

Este tratamento pode ser feito por qualquer pessoa ou tem alguma contra-indicação? Quais são os seus efeitos secundários?

O tratamento não é indicado para mulheres grávidas ou em fase de amamentação, a menores de 18 anos e a pessoas com imunodeficências. Pessoas com hipersensibilidade dentária, cáries ou problemas periodontais severos deverão ser tratadas, antes do branqueamento dentário.

Quanto aos efeitos secundários, durante o tratamento poderá surgir sensibilidade dentária ou irritação gengival.

Quais os cuidados que as pessoas devem depois ter em casa?

Após o tratamento, durante cinco dias, o paciente deve evitar consumir café, chá, vinho tinto, alimentos e bebidas pigmentadas. Recomenda-se também realizar uma dieta branca à base de alimentos e de bebidas sem cor.

Antes & Depois

dentes brancos2

Médicas Dentistas:

Dr.ª Gabriela Domingues – Licenciada em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto em 1992. Pós -Graduada em Implantologia Oral pela Fundação Pierre Fauchard em 1998. Directora Clínica da DentalHora.

Dr.ª Sara Ponciano – Licenciada em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto em 2013. A frequentar a pós graduação em Clínica Integrada Odontopediátrica pela Instituto Superior de Ciências da Saúde Norte.

Contactos

DentalHora – Clínica Médico Dentária
Avenida Manuel Pinto de Azevedo, nº29
4460-360 Senhora da Hora
Tel: 229 563 800 / 913 811 563
Facebook

Article Tags : ,
Rita Carvalho

Comentários sobre o post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.