Blogs do Ano - Nomeado Moda

Sabe qual deve ser o primeiro destino de compras?

Se é daquelas pessoas que compra por impulso, por certo já se arrependeu de muitas situações.

Se descobre com frequência que já tem duas camisas iguais; que afinal aquela peça tão gira não combina com nada do que tem no armário; ou que é para uma ocasião tão especial, que o mais provável é que esta fique pendurada à espera de ser usada, então está na hora de avaliar o seu guarda roupa e organizar o seu roupeiro.

“O seu armário deve ser o primeiro destino de compras. A partir desta etapa é que pode identificar se o que tem é suficiente ou o que está em falta, de modo a identificar as necessidades”, in livro “Imagem Profissional, Guia de Estilo”

Estes são algumas das dicas de arrumação e organização de guarda roupa, que podem encontrar no meu livro “Imagem Profissional, Guia de Estilo“. Mas vamos primeiro começar por avaliar o que já tem no armário. Afinal, pode ter imensa roupa, mas ter sempre a sensação de que não tem nada para vestir.

É o seu caso?

Passo 1. Retire todas as peças do armário e experimente-as 

Assim, vai visualizar melhor todo o guarda roupa que tem e avaliar se:

  • As peças lhe servem e estão em boas condições
  • Estão de acordo com o seu estilo de vida e profissão
  • Valorizam o seu tipo de corpo

Simples, não? Aproveite o fim de semana para fazer este tipo de arrumações, colocando as peças em cima da cama e separando-as, antes de as experimentar em frente a um espelho de corpo inteiro.

Passo 2. Agora, está na hora de ser sincera e avaliar o seu guarda roupa
  • Visto todas as peças? Se não, por que razão deixei de as usar?
  • Gosto desta peça e fica-me bem?
  • Está demasiado larga ou apertada?
  • Combina com a restante roupa que tenho no armário?
  • Em que situações a vou usar?
  • Está de acordo com o meu atual estilo de vida e profissão?
  • Necessita de arranjos?

Esta fase é importante para compreender por que razão tem tanta roupa, mas veste sempre o mesmo. Provavelmente, vai descobrir peças que já não lhe servem (ou estão largas), outras com as quais simplesmente não se sente confortável ou não se adequam ao seu estilo de vida, roupas que já passaram de moda, que não combinam com nada do que tem ou que comprou para uma ocasião especial e que só vestiu uma vez. Portanto, é hora de dizer adeus…

Etapa 3. Chegou o momento de separar a roupa em quatro grupos
  • As que já não veste há mais de dois anos ou não lhe servem, mas que ainda estão em boas condições para dar
  • As que estão em bom estado e usa com frequência
  • As que se destinam apenas a ocasiões especiais
  • As que necessitam de pequenos arranjos

Assim, vai identificar quais os artigos a manter e agrupar a roupa por categorias. Esta é melhor forma de libertar espaço no roupeiro e ter uma boa noção do que já tem e do que realmente lhe faz falta. Além disso, pode ajudar outras mulheres, doando roupa que já não usa. Outra opção, é vender as peças em segunda mão e com este rendimento investir em novas aquisições.

Sugestões para fazer doações de roupa: Associação Humana e Dress for Success.

Acharam as dicas úteis?

Acompanhem-me também na página de Facebook Instagram

Rita Carvalho

Comentários sobre o post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.