Blogs do Ano - Nomeado Moda

Sobre as dietas e alimentação saudável

O verão está sempre associado a dietas, quanto mais não seja por que é aquela altura do ano, em que queremos estar em forma para vestir o biquini e usar aquelas roupas mais curtas e fluídas.

No meu caso, depois de alguns anos de maus hábitos alimentares e vida sedentária, pois não me exercito o suficiente, resolvi fazer uma reeducação alimentar. Além disso, sentia-me frequentemente sem energia e passava o dia a beber cafés.

Como tal, depois de receber umas análises clínicas em que, mais uma vez, os índices de glicemia e de colesterol continuavam altos e de ter engordado 12 kg em dois anos, decidi finalmente consultar uma nutricionista, que me ajudasse nesta árdua tarefa de adotar novos hábitos alimentares. Afinal, a automotivação é sempre difícil, sobretudo quando implica fazer mudanças e concessões e requer disciplina.

Vejam o documentário “Food Choices” 

Mais do que uma questão estética, a minha necessidade de mudar a alimentação estava relacionada com o seu impacto na saúde e em doenças, como a diabetes, cancro, obesidade e doenças cardiovasculares.

E tendo em conta a publicidade e a vasta oferta de produtos diet e ditos “saudáveis”, bem como de suplementos vitamínicos, é fácil cometermos erros, achando que estamos a fazer as escolhas mais acertadas.

Mas o melhor será verem o documentário “Food Choices”, na Netflix, e tirarem as vossas próprias conclusões. Não será uma dieta alimentar que consiga adotar de um dia para o outro, pois a mudança de hábitos leva tempo e é um processo gradual. Mas o que importa é que esteja consciente do impacto das suas escolhas alimentares, tanto ao nível da saúde como do planeta.

Como emagrecer de forma saudável

Como é frequente ter muitas clientes, que depois dos 40 anos (e mesmo antes disso) se queixam de ter peso a mais e de não conseguirem recuperar a sua forma anterior, deixo aqui algumas dicas de regime de emagrecimento da nutricionista Ana Esteves.

E lembrem-se de que mais do que emagrecer é importante perder peso de forma saudável, pois de nada serve ter um corpo magro, mas doente e sem energia.

Dieta alimentar para perder peso
  • Beber um copo de água com algumas gotas de limão em jejum, ao acordar, para limpar o organismo e eliminar as toxinas acumuladas
  • Escolher laticínios com menos de 5 g de açúcar e 3 g de lípidos, por cada 100 ml. Aqui pode optar por bebidas vegetais sem adição de açúcar ou por iogurtes, como o Grego Ligeiro, Kefir natural ou iogurte natural
  • Ao pequeno-almoço adicionar 3 colheres de sopa de aveia ao iogurte natural e adoçar com canela ou coco ralado. Eu acabei por recorrer a estes novos cereais integrais W. K. Kellogg Bio
  • Beber pelo menos 2 litros de água ou chá (sem açúcar) por dia
  • Se faz retenção de líquidos, prepare um litro de chá de cavalinha e beba ao longo do dia, já que tem um efeito diurético, mas nunca por mais de sete dias seguidos. Esta é uma opção mais saudável e acessível, do que a maioria dos produtos diuréticos à venda
  • Se o que pretende é eliminar gordura, o chá de hibisco é uma boa opção, pois estimula a queima de gordura corporal. Eu experimentei o novo Chá Detox da Lipton, com hibisco, folha de freixo e ulmeira, e o Body Balance, com roseira-brava, erva-príncipe e hibisco. Habitualmente, preparo o chá à noite, cerca de 1,5 l, e depois coloco no frigorífico, bebendo no dia seguinte. Vão ver que é muito agradável e refrescante
  • Não se esqueçam de fazer um pequeno lanche entre as principais refeições, comendo uma peça de fruta (máximo 2 por dia); as bolachas Marinheiras, sem açúcar e com uma opção sem sal (2 bolachas), acompanhadas com queijo magro, queijo quark 0% gordura, hummus ou guacamole; frutos secos (6 amêndoas/avelãs ou 4 nozes); ou um ovo
  • Para o lanche, podem sempre optar por panquecas feitas com farinha de aveia, um ovo e bebida vegetal
  • Nesta fase, evite os smoothies, pois devido à quantidade de fruta não são recomendados
  • Quando estou fora de casa ou do escritório, opto também por levar uma barrita low carb, como é o caso das barras Diet Bar da Prozis ou da Athkins, que têm um teor reduzido de hidratos de carbono e de açúcar
  • Ao almoço pode complementar a carne, peixe ou ovo com hortícolas e hidratos de carbono (batata-doce, 4 colheres de sopa de arroz (de preferência, integral) ou quinoa ou 6 colheres de leguminosas). No entanto, não deve comer pão ou fruta
  • Os refrigerantes e os sumos de fruta também não são permitidos nesta fase. Opte por beber uma água com gás e limão, que é um bom substituto e não tem calorias, nem açúcar
  • Ao jantar, o pão, a fruta ou os hidratos de carbono (arroz, massa, quinoa, cuscus, entre outros) estão proibidos. Pelo que deve optar por hortícolas crus ou cozinhadas, ovo ou queijo light/mozzarela como acompanhamento
  • À noite não deve ingerir também fruta e hidratos de carbono. Esta é para mim a altura mais difícil do dia, pois como estou mais relaxada sempre tive tendência para comer mais à noite.
  • Estes são alguns dos alimentos recomendados para a ceia: gelatina, gelatina com iogurte, iogurte natural ou de soja sem açúcar, queijo fresco, cenouras e oopsies (o famoso pão sem hidratos de carbono, que podem fazer em casa). No meu caso, bebo também chá para controlar o apetite
  • Além disso, não se esqueçam de que o exercício é muito importante, pelo que devem andar pelo menos 30 minutos por dia

Com este regime, posso dizer que perdi uma média de 2,5 Kg por mês, mas melhor do que isso foi ter começado a sentir-me com mais energia e menos inchada.

Como acredito que os planos personalizados são os que funcionam melhor, o ideal é consultarem uma nutricionista e fazerem o acompanhamento do regime alimentar com uma profissional, de forma a esclarecerem qualquer dúvida ou questão, terem uma noção do vosso IMC (índice de massa corporal) e verificarem se estão realmente a perder gordura ou água.

E acima de tudo, lembrem-se que vão necessitar de muita disciplina e motivação para não caírem em tentações. O que nem sempre é fácil quando se tem de comer fora de casa.

Gostaram das dicas?

Acompanhem-me também na página de Facebook Instagram

Rita Carvalho

Comentários sobre o post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.