Blogs do Ano - Nomeado Moda

Vamos fazer binge-watching?

Se ainda está de férias, então esta pode ser uma boa oportunidade para ver (ou rever) algumas das séries de televisão deste ano. E quem sabe, de ser mordida pelo bichinho do “binge-watching”, que basicamente é assistir aos episódios todos de seguida, até adormecer ou perceber que há mais vida para além do sofá.

Aliás, não sei se vos acontece, mas quando começo a ver uma temporada, daquelas que nos deixam literalmente presas ao ecrã, não consigo ver apenas um ou dois episódios de cada vez. E depois, lá tenho de disfarçar as olheiras no dia seguinte, para que ninguém perceba o meu vício, alimentado com uma boa dose de café.

Com os novos serviços de streaming em Portugal, como é o caso da Netflix, do N Play e do Amazon Prime Video, já nem tem de ficar em frente ao televisor ou de assistir aos episódios em casa. Pode ver a sua série favorita no computador, tablet ou telemóvel, o que quer dizer que mesmo que vá de férias pode continuar a ver os episódios, quando e onde quiser, até mesmo na praia.

Outro aspecto importante a considerar é se está disposta (ou não) a fazer batota. Ou seja, se o seu companheiro adormecer a meio de um episódio vai continuar a ver ou fazer uma pausa e esperar por ele? Uma boa ideia será ter uma série em carteira só para si, quando ele não a consegue acompanhar nestas maratonas. Embora, eu confesse que, na maioria das vezes, acabo por terminar as séries sozinha, enquanto ele sonha profundamente ao meu lado.

Enfim, sentimentos de culpa à parte, vamos lá ao que interessa. Resolvi reunir um conjunto de séries que assisti este ano e que recomendo, em que as mulheres são as principais protagonistas. E acho que se vai apaixonar (e viciar) pelos enredos, tal como eu.

Séries de televisão com protagonistas femininas a não perder
Big Little Lies

Protagonizada por Reese Witherspoon, Nicole Kidman e Shailene Woodley, esta série da HBO foi transmitida no TVSéries e está agora disponível no NPlay. Esta é uma das melhores séries do ano, na minha modesta opinião. Não só por ter um elenco de luxo, que inclui ainda a participação de Laura Dern e Zoe Kravitz, mas também pelo seu argumento com uma aura de mistério e suspense, que aborda temáticas tão atuais, como o bullying, a violência doméstica, a competitividade feminina e o prestígio social. O enredo tem por base o livro do mesmo nome, de Liane Moriarty, cujo o tema central é um crime ocorrido na pequena cidade de Monterey, na Califórnia. Big Little Lies é composta por sete episódios, de uma hora cada, e retrata as personalidades das protagonistas e as relações entre si e a sua comunidade. Fiquei presa à história desde o primeiro episódio.

Vejam aqui o trailer:

The Crown

Uma grande produção britânica da Netflix, com argumento de Peter Morgan e considerada a série mais cara de sempre. Esta história biográfica acompanha os primeiros anos do reinado de Elizabeth II: a sua vida pessoal e o momento político, social e económico do país e do mundo na época. The Crown segue os passos de Elizabeth a partir do seu casamento, em 1947, com Philip. A série apresenta os conflitos vividos pela protagonista e os principais acontecimentos que moldaram a segunda metade do século XX. Aliás, Claire Foy venceu o Globo de Ouro de Melhor Atriz pela sua fantástica interpretação no papel de rainha. Acho que será difícil não se deixarem conquistar por esta fantástica série de dez episódios, enquanto não estreia a segunda temporada em dezembro de 2017. Esta é também uma boa oportunidade para conhecer um pouco mais da história da casa real britânica.

Vejam aqui o trailer:

Por Treze Razões

Esta foi uma das grandes surpresas deste ano e acreditem que vão ficar completamente colados ao ecrã, desde o primeiro episódio. Mais um original da Netflix, que tem por base os livros best-seller de Jay Asher. A história é contada em duas narrativas paralelas por dois adolescentes do liceu: Clay e Hannah. E aborda temas tão atuais como o bullying, o suicídio, a integração social e o impacto que as redes sociais podem ter na vida dos jovens. Ao longo dos 13 episódios, Clay irá descobrir o motivo que levou Hannah a se suicidar, já que esta gravou uma série de cassetes, nas quais ela explica os 13 motivos que a levaram a este trágico final. Uma série poderosa, que nos faz refletir e regressar até à confusa idade da adolescência.

Vejam aqui o trailer:

Girlboss

Uma série baseada na vida e obra de Sophia Amoruso, a criadora de Nasty Gal, uma empresa de roupas vintage, que surgiu com uma conta no e-Bay, a partir do seu quarto, passando depois a loja online e chegou a ter dois espaços em Los Angeles. Apesar do seu negócio ter falido, no final de 2016, Girlboss é baseada no livro best-seller, lançado por Sophia Amoruso em 2014. Com a atriz Britt Robertson no papel de protagonista, a narrativa decorre em San Francisco, em 2006, quando Sophia ainda está a tentar descobrir o que quer da vida. E esta é retratada como uma jovem rebelde e anarquista, que se recusa a crescer e a ter um emprego das nove às cinco. Ela acaba por encontrar a sua paixão por roupas vintage, que começa a vender online, tornando-se uma mulher de sucesso. Uma história inspiradora para quem tem um espírito empreendedor e gostava de ser “a sua própria chefe”. Num tom divertido e irreverente, os 13 episódios da primeira temporada estão disponíveis na Netflix.

Vejam aqui o trailer:

E vocês, acrescentariam mais algum título a esta lista?

Acompanhem-me também no Facebook e Instagram

Rita Carvalho

4 Discussion to this post

  1. Maria Vieira diz:

    A única série que vi foi a 13 Razões e adorei, é uma série que nos prende completamente. Fiquei muito curiosa sobre a Crown.

    All We Need Is… | Facebook | Instagram

    • Rita Carvalho diz:

      Olá Maria.
      Eu adorei essa série, pois a história está tão bem contada e foca aspetos tão importantes e atuais, que nos fazem refletir. Em relação ao “The Crown” é uma mega-produção e dá para conhecer um pouco mais da história da casa real britânica e do papel da rainha. Acho que te vais surpreender com alguns pormenores. Espero que também gostes! 😉

  2. Ana Beatriz Monteiro diz:

    Amei o post! Destas séries só conhecia a “13 Reasons Why” e é maravilhosa, das minhas favoritas. Fiquei com curiosidade em “Girlboss” ehe 🙂
    Beijinhos,
    http://i-dreamer-girl.blogspot.pt/

    • Rita Carvalho diz:

      Olá Ana.
      A série “Girlboss” é bem divertida e inspirada no livro e vida da Sophia Amoruso, que criou a loja online de roupa vintage “Nasty Girl”, a partir da sua casa. Ela é tão hilariante quanto inspiradora. Espero que gostes! 😉
      Beijinhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.